Como Trabalhar Pilates com Gestantes

Pilates é uma atividade física indicada para muitas pessoas,inclusive para gestantes. Por isso, é muito importante saber como trabalhar Pilates com gestantes. A atividade oferece resultados eficientes a quem busca um melhor condicionamento físico, inclusive, em relação ao fortalecimento do corpo e seu alongamento.

Para as gestantes, também é um ótimo exercício, estando entre os mais recomendados, desde que não haja contraindicações médicas.

No entanto, para trabalhar Pilates com gestantes, é preciso que o profissional não só domine as técnicas dessa atividade física, como também esteja capacitado a aplicá-las em mulheres grávidas.

como trabalhar pilates com gestante

Durante a gestação, o corpo sofre uma série de modificações, as quais devem ser levadas em consideração na hora de fazer o Pilates. Além disso, quando a gestante entra em um novo trimestre, o seu treino deve ser adaptado à nova condição física.

E mais, os exercícios aplicados variam de acordo com o condicionamento físico de cada mulher, por isso, é possível dizer que se trata praticamente de um treino personalizado. Por isso, além de serem realizados de modo lento e controlados, os movimentos devem respeitar as limitações de cada praticante.

Tudo isso é essencial para garantir o bem estar e a segurança da gestante. Assim, ela também atinge os objetivos da atividade com mais sucesso. Entre eles, facilitar a oxigenação do bebê e fazer com que a mulher receba com satisfação as mudanças do seu corpo.

Cuidados importantes ao trabalhar Pilates para gestantes

Um cuidado bastante importante ao trabalhar Pilates com gestantes é ter em mente que as mulheres quando grávidas possuem maior instabilidade nas suas articulações. Isso acontece por conta do hormônio relaxina, típico da gestação, sendo o responsável por ajudar a acomodar o bebê no seu útero e facilitar o parto.

Isso significa que a gestante tem maior risco de queda. No entanto, essa mudança é menos visível para a mulher, que pode desejar manter a mesma rotina de exercícios. Por isso, ela deve ser orientada de modo adequado.

Mesmo assim, é possível seguir com os movimentos de fortalecimento global dos membros superiores e inferiores, abdômen e tronco. Quanto aos alongamentos, o mais indicado é evitar as posições que exigem grandes amplitudes.

como trabalhar pilates com gestante

Melhor roteiro de Pilates para gestantes

Em um primeiro momento, quando a gestante inicia o Pilates, caso esteja no primeiro trimestre, o seu treino é bastante semelhante ao de uma mulher que não está grávida. Isso porque esse exercício inicia com movimentos mais simples.

Mesmo assim, é preciso fazer uma avaliação inicial, para saber como está o condicionamento da praticante. Nesse período da gestação é possível fazer os seguintes movimentos:

  • Fortalecimentos globais;
  • Alongamentos;
  • Fortalecimento de glúteo.

No segundo semestre, a gestante costuma estar mais disposta e também pode fazer mais exercícios de Pilates, como os seguintes:

  • Posição quadrúpede sem muitas variações;
  • Contração do períneo;
  • Elevação da perna reta;
  • Ponte;
  • Gato arrepiado;
  • Saudação ao sol;
  • Alongamento de pernas;
  • Demais exercícios de membros inferiores e superiores, isolados ou associados.

Já no terceiro trimestre da gestação é possível incluir os demais exercícios:

  • Posicionamentos de pé;
  • Sentada no chão;
  • Alguns exercícios com equipamentos ou sobre a bola;
  • Mobilizações pélvicas;
  • Posição de cócoras;
  • Alongamentos na musculatura toda que está envolvida na pelve.

Hoje em dia, cada vez mais, as mulheres buscam uma gestação saudável e ativa. Dessa forma, é crescente o número de grávidas que procuram atendimento especializado em Pilates. Nesse contexto, você que é instrutor de Pilates, ter o diferencial no seu currículo de trabalhar com gestantes vai aumentar a sua clientela.

Para tanto, é de extrema importância se qualificar com cursos específicos que capacitam para atender esse público alvo. Além disso, a qualificação certa vai dar a você a segurança que precisa para trabalhar com as futuras mamães que precisam de uma atenção especial.

Se quiser informações sobre o  Curso Online de Pilates para trabalhar com Gestantes  acesse:

http://www.cursopilatesgestante.com/

Quero Começar a Vender Espetinhos!Primeiro Passo?

 

Ótima decisão! Vender espetinhos é uma excelente ideia de negócio. Tem boa perspectiva de faturamento, entre 3 e 10 mil reais mensais. Além disso, é uma ideia bastante simples, sem muitos empecilhos para se iniciar.

Neste artigo, vamos abordar os primeiros passos para quem quer começar esse negócio.

Espetinhos

1.O Lugar

A primeira questão a se resolver é onde você vai vender. O mais interessante, é que seja um lugar por onde circule muitas pessoas. Não importa se for um ponto comercial ou não, se a frente da sua casa for bem movimentada, já pode ser este o local.

2. Investimento Necessário

O valor que é necessário para investir depende muito do tipo de estrutura que se quer montar. Entre 500 a 2000 mil reais é o valor mais comum. Mas, considerando que você tenha alguns dos materiais necessários, esse valor pode ser até menor.

3. O que vou precisar

Você necessitará de materiais para preparar o produto, como carnes, ingredientes dos acompanhamentos em geral. Além disso, há os itens da estrutura, que geralmente são:

  • Churrasqueira
  • Mesa para colocar acessórios
  • Mesa com cadeiras – clientes
  • Isopor
  • Espetinhos
  • Pratinhos e copos descartáveis para servir os acompanhamentos

4.Como Preparar os Espetinhos?

Você deve estudar essa parte com todo cuidado, afinal, não é colocar simplesmente a carne no espeto, isso é o mais comum e todo mundo sabe. Quem cresce nesse ramo é quem sabe se diferenciar da concorrência, e quando isso á o assunto, são pequenos detalhes que farão a diferença.

Aprenda os melhores tipos de carne, as combinações mais saborosas, faça temperos originais. Tudo isso vai fidelizar o cliente, ele sempre vai retornar ao seu estabelecimento pela qualidade do seu produto. Eu indico que você faça um curso especializado na venda de espetinhos, há um curso excelente e de baixo preço no mercado. É o investimento que vai te colocar um passo adiante da concorrência.

Mas, aqui temos algumas dicas de carnes para te ajudar a dar os primeiros passo, porém, aprofunde-se mais e seja um Mestre nesse assunto.

Carne Vermelha: Escolha as bem viçosas, de cor mais vermelho vivo. Melhores cortes: Fraldinha, Contrafilé, Alcatra.

Linguiça: Pode ter de dois tipos: Para churrasco e aquelas mais fininhas e apimentadas.

Frango: Prepare o frango tradicional e também faça a opção medalhão, que é frango com bacon.

5. Legalizar-se

É fundamental que seu negócio seja legalizado para evitar problemas futuros. Para isso, você deve procurar o Sebrae, é bem simples de abrir uma pequena empresa e as taxas são reduzidas para essa modalidade de empresa. É algo relativamente simples e que te pode evitar dores de cabeça no futuro.

Para estar em conformidade, também é preciso fazer um curso de higiene e manipulação de alimentos, esse curso é simples de se fazer, nesse curso especializado (Mestre do Espetinho), você ganha como bônus essa parte.

6. Bebidas e acompanhamentos

Tenha a opção de a pessoa levar o espetinho ou se preferir uma porção completa, com mandioca, farofa ou feijão tropeiro, vinagrete, maionese, etc. Os acompanhamentos você que escolhe, o importante é serem caprichosamente preparados e que sejam fresquinhos.

Quanto às bebidas, não podem faltar refrigerante e cerveja. Mas, esteja sempre atento ao gosto da sua clientela para oferecer outras opções se necessário.

 

Se desejar ter mais dicas e informações, conheça a página oficial do curso especializado  aqui: http://cursomestredoespetinho.info/

 

Ser Vegano

O veganismo prega a abstenção de toda e qualquer coisa de origem animal. Isso se refere a alimentação, vestuário, utensílios, tudo dentro do possível.

Qualquer prática que incite ou cause a exploração animal é vetada pelos veganos. Isso inclui também alimentos derivados do leite, como queijo e ovos, bem como produtos que sejam testados em animais.

A alimentação vegana é, portanto,  baseada em vegetais.

O que veganos comem?

Ao contrário do que muitos pensam, há muitas opções longe dos alimentos de origem animal.Não só de folhas vivem um vegano, frutas, verduras, legumes e cereais estão incluídos no cardápio.

Além do mais, diversas preparações possuem a sua versão verdinha, como hambúrgueres, salsichas, pizzas etc.

Vegetariano? Ovovegetariano…Lactovegetariano…

 

Afinal, qual a diferença?

Vegetarianos- são assim chamados comumente os que não comem carnes, mas ingerem produtos derivados de animais, como leite, mel e/ou ovos.

Lactovegetarianos- não comem carnes, mas admitem o consumo de leite.

Ovovegetarianos- não consomem carnes, mas consomem ovos.

Veganos, conforme eu disse, não ingerem nenhum tipo de alimento de origem animal e na medida do possível, não participam de evento ou quaisquer atividades que tenha relação , nem adquirem nada que envolva a exploração animal.

E a vitamina B12?

Esta é a única vitamina que não está presente nesse tipo de alimentação. Sim, você precisará suplementar. É importante, também, de tempos em tempos checar como estão os níveis de b12 no sangue por meios de exames.

Mas, suplementar essa vitamina deveria ser algo comum para todos. Isso porque os próprios animais que são criados para o abate recebem essa suplementação. Assim, habitualmente o ser humano tem obtido essa vitamina de maneira indireta.

Boa parte das pessoas, segundo consta, têm carência de B12. Por isso, mesmo quem consome leite e ovos, que tem essa vitamina em pequena quantidade, deve cuidar de suplementar.

 

Bom, se você procura adotar esse estilo de vida, a dica é pesquisar bastante, se informar. Busque receitas novas, grupos de pessoas que praticam esse estilo de vida. Pois certamente não é fácil no início a adaptação. Mas com dedicação e força de vontade, se este for seu objetivo, pode alcançá-lo.